Presidência da República

Presidente da República visita MCTESTP

Presidente da República visita MCTESTP

Maputo, 02 de Agosto de 2017 – O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, visitou o Ministério da Ciência e Tecnologias, Ensino Superior e Técnico Profissional (MCTESTP), no âmbito das visitas que vem efectuando às instituições do Estado.

Durante a sua visita ao Instituto de Bolsas de Estudo, uma das instituições tuteladas por este Ministério, o Chefe do Estado exigiu maior clareza nos critérios de atribuição de bolsas de estudos aos estudantes do Ensino Superior, de modo a assegurar o equilíbrio e a unidade nacional.

O Presidente Nyusi disse que o processo de atribuição de bolsas não observa as áreas relevantes que a médio e longo prazos poderão contribuir de forma significativa para o desenvolvimento do país, o caso da medicina, agricultura e turismo.

O Presidente da República disse não estar satisfeito por ter constatado, numa das suas últimas visitas a um dos Ministérios, que mais de 80 por cento dos estudantes bolseiros são da mesma escola, facto que é agravado por serem áreas que não constituem maior interesse que promova avanços para o país.

“Não pensem que isso cria tribalismo. Não é este o assunto que queremos resolver porque as pessoas nascem onde nascem e podem crescer em outros locais. Por isso, as bolsas devem ser programadas não devem ser atribuídas aleatoriamente porque têm custos e ainda formam áreas que não nos interessam”, apelou o Chefe de Estado.

Na ocasião, o Chefe do Estado ficou informado que o Instituto de bolsas conta com um total de 4.573 bolseiros, dos quais, 39 por cento se encontram no país e 31 por cento a estudar no estrangeiro.
Dos bolseiros estrangeiros, o continente asiático lidera a lista com 36,1 por cento, seguido de África, com 32 por cento, Europa 24,2 por cento, América do sul com 5,5 por cento, Austrália com 1,5 por cento e, América do Norte com 0,7 por cento.