Imprensa

Mocambique: PR anuncia condecorações aos combatentes da Luta de Libertação Nacional

Mocambique: PR anuncia condecorações aos combatentes da Luta de Libertação Nacional

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, anunciou Domingo o arranque de um movimento de condecorações a todos os combatentes da Luta de Libertação Nacional em todo o território nacional, com a medalha Veterano da Luta de Libertação Nacional.

As condecorações vão decorrer de forma criteriosa e faseada, no quadro do Sistema de Títulos Honoríficos e Condecorações.

O estadista anunciou o movimento durante as celebrações dos 50 anos da morte de Eduardo Mondlane, o fundador da Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO) e arquitecto da Unidade Nacional, celebrado a 3 de Fevereiro, data que é consagrado aos heróis moçambicanos.

O estadista explicou que o acto revela o compromisso do povo moçambicano ao mundo e à nação, de imortalizar o legado do Eduardo Mondlane e de valorizar e honrar os feitos dos heróis nacionais que lutaram para a independência do país.

“Ao lançarmos este movimento, temos a consciência de que esta homenagem simboliza um reconhecimento colectivo dos moçambicanos aos compatriotas que fizeram do seu sangue e do o seu suor, uma tinta indelével com que escreveram um marco histórico na pátria amada, ao serem os obreiros insubstituíveis da independência de Moçambique”, explicou.

O Presidente Nyusi reconhece, todavia, que esta forma de homenagem de Estado, não esgota, nem responde, integralmente, ao apreço que se tem pelos libertadores da pátria.

“Sabemos que, mesmo assim, jamais conseguiremos ressarcir os seus esforços. Mas podemos ser bons continuadores e seguidores de seus ideais. Podemos ouvir e aplicar os seus conselhos; podemos, através dos seus exemplos, desenvolver a cultura de trabalho; podemos e devemos consolidar a Unidade Nacional e construirmos valores de patriotismo e de paz”, reconheceu.

Hoje, o Chefe do Estado procedeu à condecoração de personalidades nacionais que se distinguiram em diversas áreas de actividades, e que contribuíram, ao longo das suas vidas, para o bem estar dos moçambicanos. Aos condecorados, o Presidente da República encorajou a partilhar as vivências do patriotismo que lhes caracterizam e ditaram o reconhecimento dos moçambicanos.

“O processo da conquista da independência nacional foi um acto popular, histórico e heróico, o qual resultou da audácia, coragem, persistência e sacrifício, incluindo a perda de vidas. Pela dimensão transcendental do vosso ideal e préstimos ao povo e à pátria, guardamos profundo reconhecimento e honra para com os compatriotas que, vencendo situações adversas e todas as vicissitudes, deram tudo de si para a reposição da nossa dignidade humana, da nossa soberania. Somos eternamente gratos pelo vitorioso resgate da nossa identidade”, disse o Presidente Nyusi.

O Chefe de Estado reiterou, na ocasião, a disponibilidade de continuar a percorrer caminhos que potenciam o desenvolvimento de Moçambique, tendo como etapa determinante a conquista da paz efectiva, que considera o garante da prosperidade.

(AIM)