Imprensa

Há 150 milhões USD para melhorar estradas

Há 150 milhões USD para melhorar estradas

O acesso às zonas do interior das províncias da Zambézia e Nampula vai melhorar a partir deste ano com a implementação de um Projecto de Desenvolvimento Integrado de Estradas Rurais, financiado pelo Banco Mundial no valor de 150 milhões de dólares norte-americanos.

Ao valor, disponibilizado pelo Banco Mundial, junta-se uma comparticipação do Governo moçambicano na ordem de 35 milhões de dólares americanos, sendo que a totalidade do bolo se destina a suportar a iniciativa no período de 2018 a 2022.

Em comunicado, o Banco Mundial especifica que a doação é da Associação de Desenvolvimento Internacional (IDA) e será investida no melhoramento do acesso rodoviário a áreas rurais seleccionadas da Zambézia e Nampula, onde vive a maioria da população moçambicana.

“Dada a sua exposição a riscos climáticos extremos, o país enfrenta desafios para manter os investimentos necessários à manutenção e expansão da sua rede rodoviária secundária e terciária, que serve principalmente as áreas agrícolas rurais. Este projecto traz um apoio vital para abordar esta fragilidade” observou Mark Lundell, director do Banco Mundial para Moçambique, Madagáscar, Maurícias, Seicheles e Comores.

O Banco Mundial acrescenta que a renda média das actividades agrícolas nas duas províncias é três vezes menor que no resto do país devido, entre outros factores, a acessibilidade precária às zonas rurais.

O projecto visa, especificamente, 10 distritos nas províncias da Zambézia e Nampula com elevado potencial agrícola, onde se concentram cerca de 2.2 milhões de pessoas, das quais aproximadamente 1.5 milhão vive abaixo da linha da pobreza.

Outra área de enfoque será a reabilitação de 70 quilómetros de estrada primária entre Quelimane e Namacurra, na Zambézia, cujo tráfego médio diário varia entre 1.700 e 2.600 veículos.

Contactada pelo “Notícias”, a Administração Nacional de Estradas (ANE) avança estar já em curso a definição das estradas e pontes a serem intervencionadas em cada um dos distritos, nomeadamente Memba, Namapa, Monapo, Mogincual e Mossuril, em Nampula, e Maganja da Costa, Morrumbala, Lugela, Pebane e Chinde, na Zambézia. Os resultados serão conhecidos até Junho próximo.

O programa, integralmente orçado em 185 milhões de dólares, contempla cinco componentes, de acordo com a ANE, sendo reabilitação e manutenção de estradas rurais; reabilitação de estradas da rede primária; projecto-piloto de serviços rurais; capacitação institucional e administração do projecto e emergências.